Baixe o app da Facens no seu Android.

Baixe o app da Facens no seu iPhone.

Já vai embora?

Foi bom ter você por aqui!

Se quiser ficar por dentro das novidades que rolam por aqui, é só deixar seu e-mail abaixo que enviaremos sempre que tivermos uma notícia interessante.

Cadastrado com sucesso! Ocorreu um erro ao fazer o cadastro.

Caso não tenha encontrado o que precisa, ainda há esperança:

Na competição do mercado avançam os mais dedicados

Postado - 04/04/2019 15:00

Alunos

Quando escolheu como carreira a engenharia química, Priscila Uwai, hoje com 22 anos, escolheu a Facens por vários motivos. Pela localização do campus, pela qualidade do ensino, que vem de uma reputação de mais de quatro décadas, e também pelos recursos e equipamentos dos seus modernos laboratórios, acessíveis aos alunos já no primeiro ano do curso.

Tanto, que logo pôde se beneficiar das aulas práticas do curso, momento mais que esperado, quando era possível botar a mão na massa e aprender fazendo.

Agora, recém-formada, ela aconselha a colegas do mesmo curso que não economizem na dedicação, nos estudos e na garra durante os anos de formação. E os frutos disso ela já começa a colher. Ao longo dos cinco anos de graduação, Priscila teve a oportunidade de estagiar em diversas áreas, como: tratamento de resíduos, rede de ensino, tratamento de água e efluentes e siderurgia, sendo que a última experiência foi na Gerdau, empresa onde continua atuando.

A Gerdau, uma multinacional brasileira, é líder no segmento de aços longos nas Américas e uma das principais fornecedoras de aços especiais do mundo. No Brasil, também produz aços planos e minério de ferro, atividades que ampliam o mix de produtos oferecidos ao mercado e a competitividade das operações.

“Minha jornada na Gerdau começou em 2017, na unidade de Araçariguama (SP), como estagiária da área de fornos. Lá tive a oportunidade de conduzir alguns projetos de melhoria, os quais me ajudaram muito no processo de admissão para o programa G.Next, que visa formar os futuros líderes da Empresa”, conta a ex-aluna da Facens. 

Além da possibilidade de por em prática seus conhecimentos, Priscila ampliou seu conhecimento com muitos treinamentos oferecidos pela companhia durante os seus dois anos de estágio, num programa denominado capacitação acelerada.

Mas ressalta que o aproveitamento não seria o mesmo se ela não tivesse como base  os aprendizados acumulados ao longo do curso de engenharia na faculdade de Sorocaba. “Eles foram muito importantes para que a compreensão se tornasse facilitada e ágil”, ela explica.

O próximo desafio, depois disso, foi disputar uma vaga de trainee na mesma empresa, no programa G.Next, que selecionou 40 colaboradores, entre administrativos e estagiários com formação até o ano de 2018, de diferentes áreas, para participarem da formação.

Ela conta que, no seu caso, foi ainda mais desafiador precisar concorrer com pessoas mais experientes e que já estavam diretamente ligadas à área correspondente à vaga.

Priscila disputou com um total de 470 inscritos antes de conquistar seu espaço. “O processo seletivo começou com um Assessment, depois tivemos a participação de um Game, no qual os candidatos foram desafiados a propor condições de melhoria para um case de uma empresa fictícia”, descreve.

Os candidatos selecionados para a primeira opção (no seu caso, o pátio de sucatas) participaram do Next Day, na usina de atuação, em um dia que alguns gestores da área de atuação e o gerente participaram de dinâmicas com o pedido de mais uma solução de case, desta vez voltado para as áreas social e urbana.

A etapa seguinte foi de entrevistas, frente a frente com dois gerentes, para quem contou sobre sua experiência profissional, dentro e fora da Gerdau, incluindo as conquistas pessoais/profissionais e as projeções para o futuro.

Hoje, Priscila se orgulha de ser a G.Next do Pátio de Sucatas, da unidade de Araçariguama (SP). “A Facens me proporcionou um estudo de qualidade e consistente, sem que eu precisasse mudar de cidade e abdicar das oportunidades de estágio e trabalho. A questão de estar próximo da família, bem localizada, e possuir um ensino diretamente aplicado para o mercado, sem dúvidas nenhuma, foram fatores que colaboraram para tantas conquistas”, conclui. 

Agora ela tem pela frente mais evolução profissional, tendo como desafio o desenvolvimento de um projeto profissional e a perspectiva de atuar como líder. A experiência no G.Next deve seguir até fevereiro março de 2020.

More news of the following category "Alunos"